Papo Tendência » Blog Archive Organizando a vida para a chegada de um bebê - Papo Tendência
30
mar
2016
Organizando a vida para a chegada de um bebê

bebe

Olá meus amores, tudo bem?! Hoje quero compartilhar com vocês como estou  organizando a vida para a chegada de um bebê.

Bom, como a maioria de vocês sabem, aqui em casa só sou eu e meu marido, não temos empregada, depois que engravidei foi que contratei uma pessoa para me ajudar apenas uma vez por semana, mas até então eu quem fazia tudo, claro que o marido ajudava. Nunca esteve nos meus planos a contratação de uma babá, ainda hoje penso assim, eu quem vou arcar com a responsabilidade meio que sozinha, já que minhas tias e mãe trabalham e só poderão me ajudar quando puderem e como puderem. Então mesmo sem experiência vou meio que me virar com a situação. Confesso que estou meio receosa, com um certo frio na barriga e com medo da nova experiência, afinal estarei cuidando de um serzinho bem pequeno e frágil.

O que mais me aflige hoje, são duas coisas em especial:

  1. Banho: Morro de medo de dar banho, principalmente nos primeiros dias;
  2. Mamada: A questão de dar de mama, não é tanto o problema, embora tenha um certo medinho. Meu medo maior em relação a esse tópico é se o bebê engasgar  (chocado) Entro em pânico só de pensar nessa possibilidade  (muito triste)

Estou tentando lê tudo a respeito principalmente de engasgo, mais na prática sabemos que tudo é bem diferente.

Tenho recibo também muitas perguntas sobre, parto, visitas…

  •    PARTO – Eu pretendo ter parto normal, mais tudo vai depender da ocasião, de como estaremos – eu e meu bebê – quais as circunstâncias e tal, não havendo nenhum risco para nos duas então estarei “pronta” para o parto normal.
  •    VISITAS –  isso é meio relativo e pessoal, eu não sou uma pessoa que gosta muuuito de visitas (desculpa as que vão me achar chata e fresca), e nesse período onde estarei conhecendo tudo, tudo será tão novo para mim quanto para o meu marido e para bebê, acho que precisaríamos do máximo de privacidade nesse primeiro mês de vida, claro que tem exceções, familiares como pais e mães e aqueles que são tão seus irmãos e mães como os próprios, que vão ajudar e não atrapalhar, que vão entender se você nem sair da cama ou do quarto para conversa, seriam bem vindos.  Mas como esse assunto ocasionaria uma repercussão muito grande, principalmente para os familiares que se acham íntimos mais não sabem nem qual o dia do seu aniversário (esse sim) ficariam com raiva e ocasionariam uma avalanche de estresse familiar, então apesar de desejar um primeiro mês de tranquilidade e calma, não sei como vou fazer e como vai ser.

me-espera1

Esse post foi meio que um desabafo, misturado com pensamentos, não sei, só sei que estou cheia de planos e intenções, se vai sair como planejado? Não faço a mínima ideia! Mas acho que o que vale é a intenção.

Tenho fé que tudo vai acontecer naturalmente como Deus preparou para a gente, se vai ser difícil ou mais difícil não sei, só sei que tenho fé, e ela estando com saúde, acho que é o mais importante para mim. (piscada)

 





[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)